AZEVEDO, André Gomma (org.). Manual de Mediação Judicial. Brasília: Ministério da Justiça e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD.
BACELLAR, Roberto Portugal. Mediação e Arbitragem. São Paulo: Saraiva, 2017. COOLEY, John. Advocacia na mediação. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2001.
DEMARCHI, Juliana. Mediação – proposta de implementação no processo civil brasileiro. 2007. 239 p. Tese (Doutorado em Direito) – Faculdade de Direito, Universidade de São Paulo, São Paulo.
FRANK E. A. Sander, “Varieties of dispute processing”, in The Pound Conference, 70 Federal Rules Deci- sions, no 111, 1976.
GRINOVER, Ada Pellegrini; LAGRASTA NETO, Caetano; WATANABE, Kazuo (coordenadores). Mediação e Gerenciamento do Processo – Revolução na Prestação Jurisdicional. São Paulo: Ed. Atlas, 2007.
LAGRASTA, Valeria Ferioli. Os Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSCs) e seu caráter de Tribunal Multi Portas. In: Conciliação e Mediação – ensino em construção. São Paulo: Ed. IPAM, 2019. 2a ed., p. 105-130.
LAGRASTA LUCHIARI, Valeria Ferioli (Coord.). Guia Prático de Funcionamento do CEJUSC, São Paulo: Ed. IPAM, 2016. 2a ed..
PINHEIRO, Rogério Neiva. Técnicas e Estratégias de Negociação Trabalhista. São Paulo: LTR, 2017.
SLAIKEU, Karl A. No final das contas: um manual prático para a mediação de conflitos. Brasília: Brasília Jurídica, 2004.
TAKAHASHI, Bruno. Dilemas éticos de um conciliador. In: Revista do Advogado, Ano XXXIX, n.o 123, Ago./2014.
TARTUCE, Fernanda. Mediação nos conflitos civis e meios de composição. Rio de Janeiro: Forense, 2015.

You may also like

VOLTAR AO TOPO